All posts by gestaoativa

2017 é o ano para investir em imóveis e sair do aluguel ou ter uma renda extra

 

Devido às oscilações do mercado imobiliário no ano de 2015 e 2016 devido a crise econômica, este é o momento mais favorável para obter um investimento lucrativo na área devido a baixa procura por parte dos compradores. Se existem recursos financeiros disponíveis para pagar totalmente ou parcialmente o valor do bem, invista em um apartamento ou casa.

Alguns especialistas apostam em quedas no preço dos imóveis por causa do atual cenário econômico brasileiro. Os preços estão acessíveis e o comprador pode encontrar lugares interessantes em diversas regiões, por isso esse é o momento favorável para investir em apartamentos, além de ser uma aplicação segura.

Um dos fatores para a compra de um imóvel é a saída do aluguel. É normal encontrar descontos mais agressivos neste momento. Mas fique atento e contrate uma imobiliária para evitar frustrações. No caso dos imóveis novos é importante conhecer o local e checar questões técnicas. Outra dica é dar o maior valor possível na entrada para que o poder de negociação seja maior.

Investir em imóveis é mais seguro e rentável

Se o motivo da compra é investimento e que tenha o valor para comprar o bem, tente conseguir um desconto acima de 20% do valor do imóvel, isso compensa o investimento. Caso alugue com um contrato padrão de 30 meses, estima-se que ganhe mais do que 25% de lucro, por isso é importante que o desconto da compra seja acima dos 20%.

Um investimento que nunca dará prejuízos é no ramo do mercado imobiliário, pois por mais que fique em baixa em alguns períodos ele jamais deixará de existir ou ficará paralisado por muito tempo. Comprar e alugar os imóveis é uma renda a mais para quem pretende se estabilizar financeiramente e tem dinheiro para aplicar.

Há sempre boas oportunidades de negócios para quem investir e diante desse cenário aproveite as oportunidades de realizar investimentos no segmento e atinja bons resultados em 2017. O mercado imobiliário é regido por leis de zoneamentos municipais, por isso se adapta a cada nova realidade e o valor dos imóveis tendem a ocupar novas perspectivas, principalmente de valorização.

Os sabores das viagens em um mundo globalizado

Quem já visitou a cidade de Bonito, uma das principais em ecoturismo e turismo de natureza em Mato Grosso do Sul, com certeza não só já visitou pontos icônicos como a Gruta Azul e o Buraco das Araras, como já praticou arvorismo e mergulho, ou visitou a Praça do Peixe em um dia de show.

Porém, outra coisa realmente forte na cidade é a culinária baseada na comida pantaneira e tradicionalmente em pratos de peixe como o Pintado a urucum, a carne de jacaré entre outras iguarias. Mas sabe o que os turistas adoram por lá? O pastel que se localiza próximo à praça, que possui entre seus sabores, a carne de jacaré.

Recentemente Bonito também ganhou um café especializado em gelato (sorvete italiano artesanal) e waffles. Pratos que, em um primeiro olhar, não parecem tão “típicos” assim. Mas os espaços estão sempre lotados e com planos de expansão. Isso porque, para além da culinária já marcante em um determinado lugar, os turistas estão sempre buscando por experiências novas e novos sabores, independente se há um estigma de “comida local” ou não.

As agências de turismo, inclusive, estão incentivando esse aumento de opções gastronômicas dentro da experiência dos seus pacotes para Bonito. Além disso, com a globalização, não existem mais barreiras para nada, inclusive para a comida. Sabores indianos podem se misturar aos ingredientes de um destino mais balneário.

E que tal buscar uma culinária espanhola onde há mais temperaturas frias? Essa busca pode garantir o sucesso de um negócio gastronômico voltado para o turismo. Bonito está aprendendo e ensinando essa lição.

 

Vantagens e desvantagens: onde morar?

Casa:

Vantagens:

1-    Tamanho: as casas costumam ter espaços maiores do que os apartamentos, ideal para família grandes ou até mesmo para ter seu próprio escritório em casa.

2-   Maior Liberdade: possuem quintais, o que é um alívio para quem tem animais, principalmente os de grande porte, não precisa levar para passear. Outra vantagem é a maior liberdade para receber convidados e fazer aquela festinha entre amigos.

3-   Privacidade: Se a casa tiver piscina, você pode nadar em qualquer horário, sem a presença de pessoas desconhecidas. O silêncio também se faz presente na privacidade, naquela hora que você está com dor de cabeça e não quer encontrar ninguém.

Desvantagens:

1 – Gastos: por ser uma casa apenas para sua família, o valor da manutenção com reformas, jardineiro, encanador, gás e outros gastos podem ser maior do que comparado com quem mora em condomínio, onde as despesas são divididas entre todos os moradores.

2- Segurança: por não contar com porteiro e vários moradores, morar em uma casa pode trazer a sensação de estar menos seguro, mas que pode ser resolvida hoje em dia com a instalação de câmeras, portão eletrônico e cerca elétrica.

3 – Distância: nas grandes cidades é raro encontrar casas nas regiões centrais. Elas deram lugares aos prédios e podem ser encontradas apenas em regiões mais afastadas.

Caso você escolha alugar apartamento:

Vantagens:

1- Segurança: com porteiros que permitem a entrada de apenas pessoas conhecidas e um sistema de segurança maior, morar em apartamento pode ser uma opção mais segura e dar tranquilidade para quem passa muito tempo fora.

2- Comodidade: os apartamentos podem ser encontrados nas regiões centrais da cidade, o que facilita na hora de encontrar mercados por exemplo.

3- Valor: por ser menor é mais barato do que alugar uma casa, se compararmos ambos na mesma região.

Desvantagens:

1 – Falta de Silêncio: os apartamentos têm paredes mais finas, você terá vizinhos em cima, embaixo e as algumas vezes do lado também, então é possível escutar barulho vindo dos vizinhos como aquele famoso barulho de salto alto.

2 – Espaço menor: os apartamentos costumam ser menores do que as casas. A falta de quintal pode incomodar aqueles que gostam de estar em contato com a natureza. A garagem tem um número limitado de vagas, geralmente uma vaga por apartamento.

3- Escada: alguns prédios não possuem elevadores, apenas escadas, o que pode ser muito cansativo depois de um longo dia de trabalho. Outra hipótese é você morar em um andar muito alto e acabar energia e precisar descer de escadas.

Condomínios (casa ou apartamento):

Vantagens:

1- Serviços: os condomínios oferecem algumas comodidades como piscina, área de esportes, churrasqueira. Outros serviços essenciais podem ser encontrados também, como lavanderia, serviço de limpeza e preparo de refeições.

2- Segurança: condomínio também oferece portaria 24h, câmeras de segurança e também podem contar com vigias noturnos e salva-vidas para a segurança das crianças nas piscinas.

3- Mais espaço: Para quem alugar apartamento em condomínio, uma vantagem pode ser ter mais espaço, como área para festas e jardins para passear com os animais.

Desvantagens:

1 – Localização: os condomínios têm uma área enorme e por isso ficam mais afastado das regiões centrais.

2 – Privacidade: áreas de lazer como a piscina são compartilhadas com outros moradores, o que tira a privacidade. E também há horários para a utilização dos serviços como o salão de festas.

3 – Regras: Todo condomínio tem um síndico e há regras a serem cumpridas, passível de multa, como por exemplo, som alto após determinado horário, a não permissão que convidados utilizem as áreas de lazer e também pode haver proibição de animais.

Segundo o IBGE, em 2010, o número de proprietários de casa é 86,9%, e os proprietários de apartamento 10,7%. A escolha por casas é ainda muito forte no país, mas morar em apartamento pode ser uma opção mais barata e que se encaixa melhor no seu perfil de vida.

Domínio de línguas estrangeiras pode te destacar no mercado de trabalho

O mundo está cada vez mais globalizado e isso exige a capacitação das pessoas para interagirem com outras culturas e sociedades de todo o globo. Por isso aprender um novo idioma é essencial para fazer a diferença na colocação do profissional no mercado de trabalho.

A empresa Catho produziu uma pesquisa e descobriu que o domínio de um segundo idioma pode aumentar o salário em até 52%, mas apenas 5,1% dos brasileiros têm algum conhecimento em inglês. E desses 5,1% somente 16% falam o idioma de maneira fluente, isso quer dizer que apenas 0,8% dos brasileiros são bilíngues.

No Brasil a presença das multinacionais e parcerias de empresas com instituições estrangeiras vem crescendo cada vez mais e por isso é importante realizar um curso de inglês, por exemplo. Mas existem outras línguas que podem fazer diferença no processo seletivo de uma vaga disputada e vem sendo cada dia mais valorizadas como o espanhol, francês, italiano, alemão e mandarim.

Além de colocar o profissional em um bom lugar no mercado, conhecer outro idioma permite que novas oportunidades sejam abertas e consequentemente grandes experiências, tanto profissionais quanto pessoais. Dentre elas a realização de intercâmbio, ou de uma formação profissional no exterior, bem como viagens de negócios.

O aprendizado de uma nova língua também permite o acesso a novas culturas, permite, ainda, ganhar maior consciência do mundo ao redor, e a garantia de maior acesso a informações e possibilidades de ler e debater sobre artigos, publicações e notícias em outro idioma e com outra visão mais aprofundada.

Existem muitas profissões que exigem o conhecimento de outro idioma

Existem algumas áreas profissionais que saber o inglês é essencial, pensando que essa é a língua mais falada no mundo. Mas para se destacar ainda mais aprender outros idiomas traz grandes vantagens, ainda mais pensando em trabalhar em uma multinacional.

O setor da engenharia demanda esse requisito, principalmente nas áreas de Meio Ambiente e Construção. A área de Tecnologia da Informação não para de crescer e com isso a demanda de profissionais capacitados também aumenta. Em Administração, por exemplo, onde se formam cada vez mais profissionais, saber um outro idioma é fundamental para se destacar.

Áreas da comunicação como Marketing, Publicidade e Propaganda, Jornalismo, Relações Públicas e outros pedem cada vez mais pessoas que falam outra língua, por isso é importante uma especialização em um idioma. Lembrando que o mercado é amplo e há muita concorrência.

Turismo, Comércio Exterior, Finanças e Ciências também são profissões que precisam de profissionais capacitados em outra língua e que a renda pode ser bem alta. Em geral, para qualquer área ou carreira tem um idioma fluente é um conhecimento de muito valor.

Emagreça com saúde e acompanhamento profissional de um coaching

Existem várias formas de buscar uma vida mais saudável e a nova metodologia para o emagrecimento é buscar a ajuda profissional de um coaching especializado na área. E diante das pesquisas já feitas o efeito desse acompanhamento tem sido muito eficaz, pois é observado quais os pontos do modo individual devem ser modificados para que o objetivo de emagrecer possa ser alcançado mais rapidamente.

Esse é o caso da vendedora de 33 anos Islaine Ferreira, que começou a buscar uma vida mais saudável em junho de 2016 quando ainda pesava 81kg. “Estava entrando em depressão por conta do meu peso, pois me olhava no espelho e não me sentia feliz”, desabafa. Ela conta ainda que fez várias pesquisas na internet para que encontrasse algo que pudesse ajudá-la nesse processo.

Seu objetivo é pesar entre 62kg a 64kg, e para que isso ocorra recorreu a ajuda de um coaching de emagrecimento e uma dieta com pouco carboidrato. “Nenhum processo de emagrecimento é fácil, no começo sofri muito, pois não conseguia parar de comer doces e ter uma alimentação regrada. Hoje consigo me alimentar de três em três horas e durante os primeiros três meses perdi cinco quilos”.

Como funciona o processo para emagrecer com um coaching

O coaching de emagrecimento trabalha os desequilíbrios alimentares, a mudança de identidade em relação ao ser gorda (o) e como os familiares influenciam diretamente nesse quesito. É preciso fortalecer a mente e assim eliminar os pensamentos que faz com que muitos comam devido a emoções.

O cliente analisará seus valores, crenças, disciplina, grau de comprometimento e outros aspectos durante as sessões. Além de auxiliar de forma mais ampla para que a consciência saiba lidar com as mudanças de maneira saudável, assim conseguirá cumprir corretamente a reeducação alimentar e as atividades físicas.

Os exercícios físicos são primordiais para que o emagrecimento aconteça de uma forma mais acelerada e saudável. Islaine conta que sempre foi muito sedentária e que nunca gostou de ir a academia, muito menos de fazer caminhadas. “Hoje tenho a certeza que a atividade física é muito importante no processo de emagrecimento, além de proporcionar saúde, me ajuda a ficar mais calma com a tensão do dia a dia”.

A vendedora já fez uso da cinta abdominal durante dois meses aliada com os exercícios físicos. “Faço exercícios em casa, como esteira, pulo corda e às vezes musculação. Exijo de mim o essencial, não forço nada, mas faço atividades todos os dias. Fazendo exercícios me sinto mais disposta e animada, me sentindo cada vez melhor”.

Como contornar uma crise financeira

A crise financeira afetou grandes países, como o Brasil, e os principais setores prejudicados foram o da construção civil e o comércio varejista. Para se ter uma ideia, entre os anos de 2014 e 2015, mais de 435 mil funcionários da área de civil foram demitidos e isso afetou vários setores comerciais.

Em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, umas das empresas afetadas pela crise foi o tradicional grupo Bigolin. Há mais de 30 anos trabalhando com materiais para construção, precisou fazer uma reestruturação administrativa, após entrar em recuperação judicial.

Como estratégia para se reestruturar, a Bigolin colocou para leilão seu antigo centro de distribuição. Avaliado pela Justiça por mais de R$ 15,5 milhões, o imóvel está na BR-262, cuja localização é considerada estratégica em termos logísticos, já que se encontra entre as saídas para Três Lagoas e São Paulo, por onde passa a maior parte do transporte de carga no estado na saída para São Paulo.

O leilão foi a forma escolhida pela Bigolin porseramodalidade que traz mais segurança tanto para o comprador, quanto para a empresa. A Justiça e um leiloeiro público oficial acompanham a venda. Os lances podem ser feitos pela internet, o pagamento é feito à vista e a transferência do imóvel nessa modalidade de venda passa por menores burocracias.

O valor arrecadado com o leilão do imóvel será utilizado para recuperar parcerias comerciais e amortizar as dívidas. A ação possibilita que a empresa continue operando suas vendas normalmente e mantenha a empregabilidade.

O que faz um desembargador?

Na justiça, um processo pode passar por várias etapas durante um julgamento. Uma dessas etapas acontecem quando o julgado não concorda com a decisão do juiz e pede revisão. O desembargador irá analisar o processo e julgar se a decisão do juiz será mantida ou alterada.

Membro do Tribunal de Justiça ou Tribunal Regional, o desembargador é uma das profissões que uma pessoa formada em direito pode ter. Tem como função fazer com que as leis sejam cumpridas no país.

Cada estado tem seus próprios desembargadores. Para se chegar ao cargo, o profissional de direito precisa ter a licença da OAB (Ordem dos Advogados Brasileiros, ter no mínimo três anos de carreira, ser aprovado em concurso do Ministério Público e ser nomeado desembargador ou ser promovido ao cargo por mérito.


O nome desembargador é usado para juízes estaduais de segunda instância, que analisam processos quando não são aceitos com o primeiro juiz. Porém, juízes federais de segunda instância também adotaram o nome, então é comum encontrar essa variação entre juiz federal e desembargador.

Em alguns casos especiais, o processo pode ser inicialmente julgado já com o desembargador, como por exemplo, julgados com foro especial. Alguns casos podem ir para terceira instância, onde será julgado pelo Supremo Tribunal Federal.

Para os estudantes de direito que pensam nessa carreira, o salário inicial é de R$ 18 mil reais, variando em cada estado. É necessário enorme conhecimento de leis.

 

Cursos técnicos e para tecnólogos: por onde começar a estudar?

Que o mercado é exigente com quem concorre a uma vaga de emprego com especificações técnicas e de formação, isso não é nenhuma novidade. Por isso, a formação do candidato vale tanto, e ela deve ser escolhida de forma criteriosa, tanto com relação à sua universidade quanto ao curso profissional, caso seja essa a opção tomada.

Nem sempre a universidade é o único caminho para um ingresso promissor no mercado de trabalho, e é preciso deixar de lado o conceito de que investir indiscriminadamente em uma faculdade cara lhe trará o emprego dos sonhos.

Na verdade, o curso terá tudo a ver com isso, mas nem sempre ele é um fator decisivo. Muitas áreas optam por fomentar uma educação profissional tecnológica mais abrangente, incluindo também na conta cursos técnicos e para tecnólogos, que muitas vezes possibilitam uma qualificação com conhecimento mais prático, e possuem uma duração menor, por isso mesmo, mais focada.

Várias modalidades

Na hora de escolher em qual instituição estudar, veja também quanto tempo você quer passar cursando aquele tipo de modalidade e, em quanto tempo estará pronto para o mercado. Alguns tipos de cursos técnicos (profissionalizantes) viabilizam essa entrada após 2 anos, e cursos tecnológicos precisam de formações que podem variar entre 2 até 3 anos e meio, dependendo da profissão escolhida.

O diploma obtido após a conclusão de uma graduação tecnológica equivale a qualquer diploma de outros cursos superiores. Você será um tecnólogo formado, poderá prestar concursos públicos que exijam esse tipo de formação e participar de processos seletivos para cursos de pós-graduação stricto sensu, como mestrado e doutorado.

E a vantagem desse tipo de curso (no caso dos dois tipos), é que existem muitos programas e instituições que oferecem a possibilidade de se estudar de graça, como o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial). E o mais bacana é que são instituições totalmente bem avaliadas tanto pelo mercado quanto pelo MEC (Ministério da Educação). Por isso, pesquise bastante qual tipo de curso se adapta à sua realidade e procure um curso vantajoso para você.

Defensoria pública – Uma nobre área do Direito

Normalmente quem estuda direito imagina uma carreira trabalhando em casos grandiosos e tendo clientes poderosos e realmente é isso que a maioria desses estudantes acaba fazendo, mas existe uma parcela menor de estudantes de direito e advogados que escolhem trabalhar como defensores públicos o que é grandioso pela importância que tem para a sociedade.

defensoria pública

Um defensor público cumpre as seguintes funções, conforme os termos do art. 64 da Lei Complementar 80/94:

– orientar, postular e defender os direitos e interesses dos necessitados, em todos os graus de jurisdição e instâncias administrativas;

– atender às partes e interessados;

– postular a concessão de gratuidade de justiça para os necessitados;

– promover a tentativa de conciliação extrajudicial entre as partes, quando cabível, antes de ingressar com a respectiva ação judicial;

– acompanhar e comparecer aos atos processuais e impulsionar os processos;

– introduzir recurso para qualquer grau de jurisdição e promover Revisão Criminal, quando cabível;

– defender os acusados em processo disciplinar.

O principal objetivo de quem trabalha como defensor público é levar a justiça a todos cidadãos garantindo igualdade entre todas as pessoas. Um advogado que exerce essa função pode atuar em casos nas seguintes áreas:

  1. Criança e adolescente, idoso, mulher e portadores de necessidades especiais.
  2. Defesa do consumidor e curadoria
  3. Direitos Humanos
  4. Execuções Penais e Sistema Prisional
  5. Família, Cível e Comercial
  6. Fazenda Pública
  7. Juizados Especiais Criminais
  8. Registros Públicos e Acidentes do Trabalho
  9. Tribunal de Justiça
  10. Tribunal do Júri

Independente da sua área de atuação, o defensor garante que a justiça seja feita mesmo que seu cliente não tenha condições financeiras, basta que o mesmo opte por ser atendido por um defensor público.

Para um cidadão ser atendido por um advogado nessa função é necessário procurar um dos atendentes da defensoria, se identificar, criar um cartão de atendimento ou usar um documento de identificação com foto.

 

Cursos Técnicos podem colaborar com quem precisa se reposicionar no mercado

Entre a crise e o desemprego, o Curso Técnico pode colaborar com quem precisa se reposicionar no mercado

people-coffee-tea-meeting

Existem muitos economistas que dizem que a crise econômica – como a que assolou o Brasil e que permanece hoje, em meio a problemas políticos e sociais – traz também a oportunidade de reinvenção. Essa reinvenção profissional pode ser feita a curto e médio prazo, se pensarmos em uma alternativa para quem perdeu o emprego e precisa, nesse prazo mais curto, ganhar dinheiro e se posicionar novamente no mercado: os cursos técnicos.

Diferente da graduação, que geralmente leva em média 4 anos para ser concluída, incluindo cursos onde o ensino pode até mesmo ser integral, inviabilizado até você trabalhar no restante do tempo, o curso técnico é de curta duração geralmente. Ele possibilita uma boa saída para quem precisa de um emprego rápido e em colocado. Além disso, existem milhares de opções de cursos, fáceis de serem encontrados e que estão, muitas vezes, inseridos em mercados não tão saturados.

Opções

Um exemplo bacana de curso técnico que é bastante procurado como essa alternativa é o Técnico em Edificações, que forma o profissional responsável por trabalhar com levantamento topográficos, além de desenvolver e legalizar projetos, supervisionado por um engenheiro. A média salarial para esse profissional pode chegar a R$ 3 mil. Se um curso técnico com essas atribuições te interessa, pode ser interessante começar o mais rápido possível.

Outros cursos bastante procurados são os relacionados às áreas de estética e beleza e também de culinária e gastronomia, dois segmentos do comércio e dos serviços que não se afetou tanto com a crise econômica. Quem sente afinidade por essas áreas pode contar com cursos que colaborem com esse aprendizado em bem menos tempo.

O Curso Técnico pode ser interessante também para quem está buscando entrar no mercado de trabalho. Mas mais do que isso, pode ser uma ampla oportunidade para quem, por uma razão ou outra, ou principalmente pela crise, acabou saindo dele.