Arquivo da categoria: Empreendedorismo

Notas de dinheiro estrangeiro para comprar franquias

Investimento com segurança: Franquias crescem e apresentam sucesso nos negócios

O setor de franquias apresentou um lucro de R$ 37,6 bilhões no segundo trimestre de 2017

Cada vez mais, o segmento de franquias está crescendo no país. Inovação, compartilhamento, modelo de negócios estruturado e crescimento coletivo são uns dos pontos que trazem muitas vantagens. E cada vez mais empreendedores interessados em investir no novo plano. De acordo com Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor faturou R$ 35,2 bilhões no segundo trimestre de 2016. Este ano, o faturamento chegou a R$ 37,6 bilhões, 6,8% a mais em relação ao mesmo período.

Os segmentos que mais registraram aumento na receita trimestral e impactaram no lucro das franquias foram:

  • hotelaria e turismo (crescimento de 10,1%)
  • saúde, beleza e bem-estar (9,4%)
  • casa e construção (8,6%)
  • entretenimento e lazer (7%)
  • comunicação, informática e eletrônicos (6,6%)

Mesmo em tempos de crise, os resultados indicam a qualidade do modelo para quem deseja iniciar ou expandir seu negócio.

Confira também esta especialista em franchising, que fala as franquias que são tendência para 2017:

De acordo com o diretor de Relacionamento e Mercado da ABF para a Agência Brasil, Cláudio Tieghi:

“O setor de franquias cresce apesar da dificuldade da crise e apresenta a capacidade do brasileiro de ser um empreendedor”

As vantagens estão na consolidação do negócio em relação a um investimento novo, que ainda não foi desenvolvido.  

O brasileiro empreende cada vez mais

“Se você pegar a série histórica, [a taxa de empreendedorismo] cresce ano a ano. Mostra uma tendência de aumento da propensão do brasileiro para se tornar empreendedor. Quando veio a crise no ano passado isso continuou, com uma coloração mais forte em termos de necessidade”, afirma. Segundo ele, o modelo de franquia tem vantagens e desvantagens. “A principal vantagem é que você recebe um negócio praticamente pronto. O risco tende a ser um pouco menor”, comenta.

Antes visto como uma aquisição de grande necessidade de capital, as franquias já apresentam investimentos menores e mais acessíveis para investir. As microfranquias avançam como alternativa, com investimento inicial pequeno, de até R$ 80 mil. A microfranquia apresenta como vantagem não apenas o baixo investimento, como também a possibilidade, em alguns casos, de trabalhar dentro de casa – diminuindo os custos de uma empresa com sede, necessidades de contratação e outros gastos. Pode ser aumentada, a partir dos ganhos, e também permitir outras microfranquias.

Segundo o diretor de Relacionamento e Mercado da ABF, Cláudio Tieghi, “a microfranquia é uma opção para pessoas com perfil técnico ou de gerente. Ela se equipara a uma oportunidade de substituição do emprego. Em vez de estar em uma empresa trabalhando, [o franqueado] pode desempenhar essas funções em casa. Ele pode também projetar e sair da realidade de microfranquia. Pode ter várias unidades no país ou migrar para uma franquia tradicional”, afirma.

Entrevista com Especialista em Franquias

Em entrevista ao Sebrae MS, o presidente do grupo Zaiom, Arthur Hipólito, falou sobre a importância de gerenciar o sistema de franquias para gerar lucros e também expandir o próprio negócio.

De acordo com ele, antes de mais nada, o empresário precisa se identificar com o negócio para um possível investimento, mas ao mesmo tempo, manter cautela em relação à demanda financeira exigida. “Ter uma identidade com o trabalho, depois avaliar o perfil do investimento que você vai ter que fazer, pois mesmo sendo um investimento pequeno é necessário ter uma reserva, uma forma de suportar os gastos”, explica.

Arthur Hipólito - Grupo Zaiom - Franquias Home-Based
Arthur Hipólito – Presidente do Grupo Zaiom

Entre vantagens e desvantagens, é sempre necessário frisar: como todo negócio, a microfranquia precisa de dedicação e disposição, já que a capacitação e o trabalho duro são essenciais para permitir que a empresa siga com lucros. “O que é mandatório na microfranquia é o total envolvimento da pessoa. Ela vai passar a fazer o trabalho em modalidade empreendedora. Muitas vezes nem tem funcionários ou tem poucos. A microfranquia é um negócio enxuto”, explica o diretor.

Investir em uma franquia por um sistema home-based, isto é, que você pode montar em casa, pode ser uma boa opção para quem quer começar um negócio. Investimentos de até 20 mil reais estão disponíveis para quem deseja uma opção barata de franqueamento, em áreas como viagem e turismo, limpeza e conservação, serviços gerais, saúde e bem-estar e alimentação. É importante, para o franqueado, a identificação com a área e com o tipo de negócio a ser investido.

Educação Empreendedora

O presidente Arthur Hipólito ressaltou ao Sebrae MS a necessidade do aprimoramento contínuo tanto para o empreendedor quanto para a empresa. “O pequeno empreendedor tem que ter a visão de que sua empresa é uma escola, se ele tiver essa visão ele vai para empresa com disposição pra aprender, melhorar suas falhas e crescer”, afirma.

Curiosidades sobre o setor de franquias

Como aumentar o mix de produtos da sua loja pode ser vantajoso!

O mercado de produtos naturais pode ser um novato no mundo dos negócios, porém é um segmento muito promissor. No ano passado segundo uma pesquisa da Euromonitor Internacional, o mercado brasileiro de alimentos e bebidas saudáveis faturou cerca de R$ 93,6 bilhões em vendas, o que colocou o país no ranking dos gigantes do setor.

A crise passa mesmo longe desse setor, nos últimos cinco anos as vendas avançaram em uma média de 12,3% ano ano, enquanto nos outros países o percentual ficou em torno de 8%. E a previsão é de que, até 2021, o crescimento seja de 4,4% por ano. Mas não são somente os números de faturamento que mostram o potencial do setor, os que se referem ao interesse dos brasileiros em se alimentar melhor também chamam a atenção.

O relatório Tendências Mundiais de Alimentação e Bebidas 2017, elaborado pela Mintel, mostrou que quatro em cada cinco brasileiros se dispõem a pagar mais caro num produto que tenha maior valor nutricional. 79% dos entrevistados afirmaram que em sua alimentação já substituem produtor convencionais por outros mais saudáveis.

E não foi só os proprietários de lojas especializadas que notaram uma maior procura, os donos de restaurantes, bares e lanchonetes também perceberam as novas exigência dos consumidores. O fato é comprovado pela pesquisa do Instituto Datafolha para a Assert, entre os quase 5 mil entrevistados, 53% disseram que puderam ver um aumento na procura por frutas, 61% observaram que seus clientes estavam comendo mais verduras e legumes e 65% notou o crescimento do consumo de sucos naturais.

Com o setor aquecido, surgem novas oportunidades

As lojas especializadas na venda de produtos naturais, normalmente, se dividem em dois tipos, as que vendem alimentos orgânicos apenas e as que investem em produtos processados mas com baixo valor calórico, sem glúten ou lactose, etc. Mas a gama de produtos que esses estabelecimentos podem oferecer é muito diversificada, e aumentando a variedade no seu negócio pode ser que as vendas também aumentem.

Uma forte tendência nesse setor são os suplementos e alimentos funcionais, normalmente procurados por pessoas que praticam atividade física regularmente. Apostar nesses produtos é conquistar um público cada vez mais crescente, o setor fitness chegou a apresentar um aumento de 22% no faturamento no ano passado segundo relatório da Pluri Consultoria.

Dicas de como conquistar seu cliente

Primeiramente é extremamente importante que você conheça seu negócio a fundo, todos os processos e funcionamento. A decisão de expandir seu ramo de atuação e gama de produtos já demonstra uma maturidade e maior entendimento do seu empreendimento, mas algumas dicas simples são válidas para fazer com que obtenha sucesso.

Aumentar a variedade de produtos de sua loja não fará os novos clientes virem naturalmente, é importante que você reserve um tempo de sua rotina de trabalho para pensar estratégias de chegar até esses clientes.

Se não tiver ainda canais de comunicação com seus clientes, é hora de criá-los! As redes sociais são uma opção, com elas é possível estabelecer uma relação descontraída com o público. Monte um calendário de conteúdo mensal, com o planejamento dos posts diários para engajar seu público em torno da sua marca. Você pode separar cada dia da semana para falar sobre um assunto diferente, e não apenas postando propagandas, sem o mínimo de comprometimento.

Além de ações que tragam os clientes até o seu negócio, é importante pensar na imagem que eles terão ao adentrar nele. As gôndolas e prateleiras não podem parecer simples expositores de produtos, e sim uma experiência visual para o cliente. Você pode criar degradês de cores, ondas de movimento ao brincar com os diferentes tamanhos das embalagens e formas dos produtos.

Saiba como administrar sua loja virtual e fazer seu negócio dar certo

O número de criação de sites para lojas virtuais cresce a cada dia, isso por conta da expansão do acesso a internet no mundo todo. Porém, das lojas que são iniciadas, poucas duram mais de um ano, isso quando também não conseguem lucrar com as vendas online.

Um dos principais fatores que influenciam essa realidade é a falta de conhecimento dos lojistas em relação a gestão de negócios. A maioria das pessoas tem grandes ideias para ganhar dinheiro na internet. Mas o que elas nunca se atentam é como administrar uma loja virtual.

Como tudo na vida, para criar um site e administrá-lo é preciso planejamento e tempo. Para estar à frente de um negócio virtual é preciso ser multitarefa, desde a busca pelo público alvo até a garantia que ele terá uma boa experiência de compra e entrega.

Para que todo o processo ocorra sem muitos erros é preciso muita organização para manter o controle de cada passo. É preciso sempre estar atento aos detalhes. Como o estoque, processamento de pagamentos, sem contar a burocracia inicial.

Verifique seus resultados

Existem vários indicadores para saber se uma  loja virtual vai bem, por isso é importante mapear o número de visitas, o tempo médio de dos acessos, as páginas mais visitadas, os termos mais procurados. Toda informação pode ser útil para ajudar no direcionamento de gestão.

Outro fator indispensável para um bom crescimento do negócio é fazer um planejamento das despesas e receitas. É preciso manter o controle do fluxo de caixa para que não fique no vermelho. Tenha sempre em mente que é preciso vender bem, e isso não significa em quantidade, mas sim qualidade.

O bom fluxo de uma loja virtual depende também de bons fornecedores. Por isso busque referências. Não feche contratos muito longos no inicio e faça um período de experiencia, e tenha sempre mais de uma opção. Seja precavido e não dependa só dos Correios ou de uma única transportadora, pois podem haver falhas e atrasos em algum momento, pense em todas as alternativas possíveis para não ficar na mão.

Criar um site é um passo importante no seu negócio

Para um constante crescimento tenha uma relação direta com seu consumidor. Busque por meio de avaliações, saber sobre o atendimento, preço, concorrência, facilidade de busca e entrega da própria loja. Com a opinião dos clientes é possível saber quais os erros e acertos ha na gestão.

Técnicas de estudo: Porque investir em aulas de inglês personalizadas

Técnicas de estudo:  Porque investir em aulas de inglês personalizadas

Aprender outro idioma leva tempo e muitas vezes durante essa etapas é comum faltar ânimo. Há quem desista depois de um tempo por sentir dificuldade, e por conta daquele medo de nunca ser realmente fluente na língua inglesa.  O processo tende a ser longo e muitas vezes maçantes, com aulas que são dadas no mesmo padrão por um longo período.

Por isso empresas veem investindo em métodos de aprendizagem diferentes, com aulas personalizadas. Que atendam a expectativa dos alunos e não deixam a rotina de estudos cair na mesmice. Essas aulas podem ser customizadas conforme a necessidade do cliente. Há escolas que atendem nos finais de semana e horários alternativos como depois das 21 horas. Atender a necessidade de uma pequena gama de clientes pode ser mais vantajoso que encher uma sala de aula e aplicar aulas maçantes, onde vários alunos ficarão desmotivados com o passar o tempo e podem até abandonar o curso.  Por isso é essencial o aluno não se deixar cair numa rotina dessas, muitas vezes o problema não está na aprendizagem do aluno, e sim no ambiente onde ocorre essa aprendizagem.

Técnicas de estudo:  Porque investir em aulas de inglês personalizadas

Você pode utilizar alguns itens das nossas técnicas de estudo abaixo para quebrar o gelo dessas aulas frias e sem graças:

  • Busque outros conteúdos, não se apegue apenas no material fornecido pelo eu curso;
  • Tenha a língua inglesa no seu dia-a-dia, é possível ter um bom contato através de filmes e séries. Você também pode traduzir suas músicas preferidas e tentar canta-las;
  • Se imagine falando inglês, ver o objetivo final ajudará você a não se decepcionar com a sua aprendizagem;
  • Tenha paciência, observe se você tem evoluído ao passar dos mês. Rever o que aprendeu é importante para não desanimar;
  • Não fique dependente apenas do seu curso de inglês, seja curioso e assistas aulas online e procure dicas e sites sobre o conteúdo que está aprendendo;
  • Estude diariamente, é valido estudar pelo menos meia hora por dia, do que tirar apenas um dia por semana para estudar duas horas e meia;
  • Tenha pequenos diálogos em inglês, nem seja conversando sozinho;
  • Experimente trocar de curso antes de desistir de vez de estudar a língua inglesa, as vezes a mudança te anima de novo. Quem sabe um método de estudo diferente seja mais eficaz.

3

Se nenhuma dessas ideias for realmente eficaz para a sua aprendizagem nossa dica é procurar uma escola de idioma que oferece cursos de inglês personalizados conforme a necessidade do aluno. A Inglês Jundiaí por exemplo, oferece aulas particulares de inglês com conteúdo diferenciado. Lá o objetivo do aluno também vira tema para as aulas. A Inglês Jundiaí oferece aulas de inglês para viagens, onde você pode personalizar conforme destino escolhido. Há aulas para quem deseja viajar para Nova York, Orlando entre outros. Também há cursos que são customizados conforme a profissão no aluno, eles oferecem conteúdo personalizado para profissionais de Ti, marketing e inglês para negócios para executivos, há também aulas de português para estrangeiros.

Dicas para abrir um restaurante inovador

 

Dicas para abrir um restaurante inovador: decoração

O ramo da alimentação fora do lar é um dos que mais se desenvolve no Brasil, característica que há algum tempo deixou de ser exclusividade das grandes cidades. Enquanto polos como São Paulo, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Curitiba ditam tendências trazidas dos EUA e Europa, as cidades menores aproveitam esses ecos e popularizam ainda mais os formatos. Exemplo claro disso são as temakerias, os cafés e as paletas mexicanas.

Primeiro pipocaram nos instagram de blogueiros e celebridades de São Paulo e Rio, depois apareçam em tudo quanto é canto. O investidor precisa analisar se é apenas moda ou pode ser um comportamento perene do mercado antes de embarcar em uma ideia.

Dicas para abrir um restaurante inovador: estilo

Segundo o Sebrae/MS, Campo Grande já não comporta mais novos cafés ou temakerias, tamanho é o volume de novas empresas que abrem com a mesma proposta. Recentemente, com a chegada do Outback, o padrão de restaurantes tende a melhorar na capital sul-mato-grossense. Não, por acaso, outras marcas estão com mais opções ao consumidor: Imakay – que inaugurou em frente ao Outback, que mistura a gastronomia peruana com a japonesa, e o Valley Tai, que traz a alta gastronomia tailandesa à Campo Grande.

Quero dizer é que tem espaço para mais restaurantes e lanchonetes, desde que seja algo inovador e que haja público para consumi-lo. Nas cidades grandes, é mais fácil encontrar um público que justifique a existência da empresa, agora em cidades menores abrir uma lanchonete em que o foco seja a pipoca gourmet, é arriscado dizer que vai dar certo.

Dicas para abrir um restaurante inovador: inusitado

A franquia de restaurante Lagoa da Prata encontrou na tilápia sua matéria-prima e diferencial. Com restaurantes Campo Grande MS e Três Lagoas, a marca tem em seus pratos tilápia como base. Frito e recheado com provolone ou à moda da casa, o peixe que é conhecido pelo sabor e pela pouca quantidade de espinhas, ganhou o paladar brasileiro.

Se não pretende inovar em novos sabores, apenas mudar o formato já pode atrair consumidores. Seja um rodízio de mini-lanches ou um restaurante temático, como o fast food Biribildu Souvlaki, localizado em Atenas, Grécia. Música e ambiente remetem ao circo e o tornam único talvez não nos produtos, mas na maneira em que são apresentados.

E só lembrando, ao montar um restaurante temático lembre-se que o cliente quer uma imersão na sua proposta, então nada de tocar axé em um restaurante português. #ficadica

Conheça três das ferramentas de gestão mais úteis e populares no mundo todo

Ferramentas de gestão: conheça as melhores

Se você é empresário, gestor, ou administrador de empresas, muito provavelmente sente ou já sentiu a necessidade de fazer ajustes e implantar melhorias na gestão do seu negócio, não é mesmo?

Nessas horas, sempre surge sempre uma pergunta em comum: quais as melhores ferramentas de gestão para utilizar nessa busca por qualidade?

Com a evolução do mercado de negócios e das técnicas de administração, nos últimos anos a importância das ferramentas de gestão se evidenciou ainda mais no cotidiano das empresas, que através delas conseguem entender melhor seus negócios, seus processos e o próprio ramo do mercado em que atuam, obtendo informações preciosas para a definição de objetivos e a montagem do planejamento estratégico.

A seguir você conhecerá três das ferramentas de gestão mais utilizadas no mundo todo e um breve resumo sobre cada uma delas.

Workflow: a união entre tecnologia da informação e processos de negócio

O que é workflow e qual a sua utilidade como ferramenta de gestão?

Basicamente, workflow é a automação dos processos de negócio das empresas, que com ele passam a ter um fluxo de trabalho com documentos, informações e tarefas passando de funcionário para funcionário segundo uma hierarquia bem estruturada e dinâmica.

Antigamente, a gestão do workflow era feita de forma manual, mas com o avanço da tecnologia, nos dias atuais essa automação de processos é quase toda executada em sistemas de TI.

O workflow ajuda as empresas a obterem um planejamento metódico e um melhor controle de suas atividades, tornando a comunicação entre departamentos mais eficiente, eliminando gargalos indesejados e reduzindo custos.

Ciclo PDCA, um grande aliado na gestão de melhoria contínua

O que é ciclo PDCA?

O ciclo PDCA é muito utilizado por empresas do mundo, sempre com o intuito de melhorarem continuamente seus níveis de gestão através da padronização de informações e do controle eficiente de processos internos e externos.

Criado na década de 20 por Walter Andrew Shewart e popularizado trinta anos depois por William Edwards Deming, o ciclo PDCA é uma ferramenta de gestão comumente aplicada quando se faz necessária a orientação, preparação, execução e avaliação de atividades previamente planejadas, sempre visando o melhor desenvolvimento e os melhores resultados.

O ciclo PDCA é assim chamado devido ao nome em inglês de cada uma das etapas que o compõem:

  • P: do verbo “Plan”, ou planejar.
  • D: do verbo “Do”, fazer ou executar.
  • C: do verbo “Check”, checar, analisar ou verificar.
  • A: do verbo “Action”, agir de forma a corrigir eventuais erros ou falhas.

Faça um plano de ação simples, qualificado e bem estruturado utilizando a matriz 5W2H

A matriz 5W2H pode ser considerada como um paradoxo, pois ao mesmo tempo em que é uma das ferramentas de gestão mais eficientes, é também uma das mais fáceis e práticas. Ela se diferencia por facilitar muito a vida de alguém que deseje montar um plano de ação que seja simples e ao mesmo tempo eficiente.

Ela é identificada como 5W2H para simplificar os critérios e procedimentos de cada uma das etapas que a compõem. Confira a seguir:

  • What? (O que será feito?)
  • Why? (Por que será feito?)
  • Where? (Onde será feito?)
  • When? (Quando será feito?)
  • Who? (Por quem será feito?)
  • How? (Como será feito?)
  • How much? (Quanto custará fazer?)

A resposta para cada questionamento da matriz 5W2H leva diretamente à pergunta seguinte, até que se encerre o planejamento.

Por Daniel Belalian

 

10 dicas para quem quer abrir um pet shop

como abrir pet shop 3

Para abrir qualquer negócio é preciso estudar o segmento antes, analisar o investimento inicial e a disposição do futuro empresário em esperar os lucros chegarem a partir do segundo ano de existência de empresa. Segundo a Associação Nacional de Fabricantes de Produtos para Animais de Estimação (Alfalpet), o setor de produtos veterinários no Brasil faturou R$ 11 bilhões em 2010, sendo que 66% refere-se à venda de comida para pets e 20% a serviços. Elencamos 10 dicas para quem quer abrir um pet shop, confira:

  • Tenha um médico veterinário como responsável técnico, é obrigatório. Verifique outros detalhes técnicos no Conselho de Medicina Veterinária no seu estado.
  • Ao pensar na localização do ponto comercial observe o fluxo de pessoas, a velocidade dos carros que passam em frente, defina seu público a partir da vizinhança e identifique a possível localização da fachada. Ela precisa estar visível tanto para motoristas quanto para pedestres.
  • Visite os concorrentes, observe a qualidade e variedade de produtos e, se possível, teste os serviços oferecidos.
  • O setor demonstra um aquecimento e uma diversidade de serviços e produtos para Pet Shop. Esteja disposto a diversificar os seus serviços em busca da fidelização, ofereça comodidade aos clientes como transporte de animais (taxidog), creche (day care), passeio, atendimento em domicílio e, adestramento e educação.
  • Questione-se: qual é capital inicial do negócio? Qual é a sua expectativa de venda nos primeiros meses? Qual deve ser o faturamento para cobrir os custos fixos mensais (aluguel, telefone, veterinário, funcionários, energia elétrica, água, etc.)?
  • Faça parcerias. Procure veterinários, massagistas e adestradores, propondo parcerias em que todos ganhem.
  • Procure o Sebrae mais próximo, lá você vai encontrar dados do setor na cidade, orientações para abrir o primeiro negócio e treinamento para controles internos.
  • Divulgue o seu negócio: tire fotos dos bichinhos e publique nas redes; promova tutoriais no youtube de cuidados básicos com os animais; fortaleça a sua marca e torne-a conhecida.
  • Lembre-se de adquirir equipamentos que otimizem o trabalho: a) soprador para acelerar a secagem do pelo; b) secador com potência mínima de 3500 W; c) tosadora profissional.
  • Valorize o visual do ambiente, lembre-se que ele deve ser confortável para donos e pets.

Mais informações: Conselho Federal de Medicina Veterinária e Sebrae

 

É possível ganhar dinheiro trabalhando na internet?

trabalhando-na-internet

Depois que os empreendedores leram “Estratégia do Oceano Azul”, do W. Chan Kim e Renée Mauborgne; e “A Cauda Longa”, de Chris Anderson e descobriram as possibilidades do mercado voltado para os nichos, fica a pergunta: é possível ganhar dinheiro trabalhando na internet? Como descobrir um nicho não atendido pelas empresas do varejo online?

Ao optar por segmentação, o empreendedor está escolhendo uma fatia do mercado, mas em contrapartida, está abrindo mão de todas as outras. Por exemplo, a Real H optou por produtos para nutrição de animais de grande porte e a variedade de produtos restringe-se a esse fator. Por outro lado atende 100% das necessidades dos clientes que buscam manter a saúde animal e a qualidade da carne sem resíduos.

É a diferenciação que rege a lei dos nichos. É possível encontrar na internet opções de suplemento animal, mas a empresa acaba se tornando referência quando e a única que oferece a versão homeopática e orgânica no mercado.

O e-commerce do grande varejo é forte na escala de comercialização, pelo volume consegue melhores preços com fornecedor e pode repassar esse benefício ao cliente, tem boa visibilidade para novos clientes e credibilidade por conta do próprio tamanho. Porém, tem poder de reação mais lenta diante de tendências e mudanças bruscas do mercado, ponto favorável às lojas de nicho.

ganhar-dinheiro-com-a-internet

Afinidade com o nicho de mercado

A loja Shop4Men, por exemplo, partiu da necessidade de um dos sócios ao buscar cosméticos para homens e perceber a carência no mercado brasileiro. A Yerbamix partiu para um nicho de mercado que consome chimarrão e tereré. Ambos estavam familiarizados com os produtos que passaram a comercializar e estão aptos para conversar com os clientes, que são especialistas no assunto.

Avalie a expectativa de lucratividade

Se você encontrou um nicho para moda punk, é preciso observar a frequência que este público procura estes artigos e se este nicho só existe por conta de tendências da moda, pois neste caso, seu negócio tem prazo de validade. O público de nicho está disposto a pagar mais caro por produtos e serviços exclusivos, aproveite para basear sua lucratividade no fator “único”.

Respeite a privacidade do cliente

O usuário aprecia o relacionamento com a marca, mas detesta ter sua privacidade invadida. Envio publicações com o nome do usuário sem o consentimento dele e jamais compartilhe sua lista de e-mails com outras empresas.

Nichos a se investir

Alguns arriscam a listar os nichos de mercado a se investir, pensamos em grandes grupos de temas como saúde, sexo, emagrecimento, moda e dicas femininas, dicas para o universo masculino, tecnologia, jogos, avaliação de produtos, relacionamento e namoro, dinheiro, saúde, férias e passatempo. Uma vez familiarizado com o tema “saúde” é possível subdividir para alimentação saudável > produtos para receitas raw food e paleo. Para “jogos”, poderia ser jogos de tabuleiro > RPG.

Fonte: Revista PEGN, Empreendedor Online, Dinheiro Web, Guia Log, Ecommerce Brasil.

Por Laryssa Caetano

Vai fazer um evento? Use a internet a seu favor

evento

Seus pais vão comemorar 40 anos de casamento, sua filha completa 15 anos e, ainda precisa organizar a festinha de fim de ano do seu trabalho. Não tem nem ideia por onde começar na administração e organização de eventos, mas sabe que precisa tornar estes eventos memoráveis.

Já pesquisou na internet? Verifique os sites de empresas de eventos, procure recomendações e analise os serviços prestados. Uma boa empresa vai oferecer soluções e não uma simples prestação de serviço. Uma agência de eventos competentes vai indicar espaço para eventos corporativos, vão avaliar infraestrutura e acesso, por exemplo.

Para um evento para o público idoso, o espaço deve ser plano, sem escadas ou dificuldades de locomoção. Para um evento corporativo, o espaço precisa ser confortável, visto que os convidados passarão muito tempo sentados. Já em uma festa de debutante, a pista de dança precisa estar bem equipada e com espaço suficiente, de maneira que não esbarre nas mesas.

A agência ainda fica responsável pela contratação de staff, recomendações de buffet e decoração. O seu evento estará nas mãos de profissionais que vão tornar a organização de festas e eventos em uma experiência gratificante.

3 maneiras práticas para diminuir os riscos de comprar uma franquia

franquia

Está buscando comprar uma franquia? Não deixe de ler nossas dicas de como diminuir os riscos e dar o primeiro passo certo para esta grande decisão da sua vida. Confira:

1- Não seja “Maria vai com as outras”

Não comece sua busca por uma franquia porque você tem vários amigos que estão entrando no ramo. Algumas pessoas visitam vários sites, falam com franqueados e até criam planos de negócios fictícios para avaliar os riscos sendo que na verdade estão apenas seguindo uma onda.

Você pode até aprender um pouco nesta busca, mas se não está certo de que franquia é o negócio ideal, provavelmente toda sua pesquisa se transformarão em tempo, e talvez até dinheiro, jogado fora.

2- Invista primeiro em você mesmo

No século XXI somos bombardeados de informações o tempo todo e isso nos dá a sensação de que estamos vendo diversas oportunidades de franquias baratas e lucrativas. No momento em que não agarramos estas oportunidades nos sentimos perdidos, frustrados e chateados e logo em seguida desanimamos.

Antes de começar uma franquia barata de sucesso faça um exercício de dieta de informação. Passe uma semana sem internet, sem televisão e sem seus amigos franqueadores por perto. Limite-se à entender à si mesmo, os passos que você quer tomar e o que você quer construir à médio e longo prazo como negócio.

Pense para si mesmo:

Você quer começar uma franquia por dinheiro? Prestígio? Para construir algo em que seus filhos possam trabalhar depois que forem mais velhos?

Ou você está simplesmente canso de trabalhar para os outros?

Entender os porquês da sua jornada vai fazer dela um caminho mais prazeroso e seguro.

3- Escolha alguém melhor que você como sócio

Abrir um negócio nunca foi e nunca será uma tarefa fácil e pode ficar ainda pior se você trouxer pessoas desqualificadas para sua equipe. Imagine sua franquia como uma prova de barco a remo e o seu sucesso como a linha de chegada. Se você puder escolher exatamente em que vai remar com você, independente do tamanho do seu ego, é certo que vai escolher as pessoas mais fortes ao seu lado. E também é certo que se você escolher os mais fracos terá que se esforçar ainda mais para remar até a linha de chegada.

Para abrir um negócio a lógica é a mesma. Por mais capacitado que você seja, ter um parceiro fraco vai te fazer trabalhar e se esforçar ainda mais para alcançar seus objetivos. Ao escolher uma pessoa ainda mais capaz que você, vocês dividem os esforços e ainda animam um ao outro para trabalhar e gerar ainda mais resultados para a franquia.