Como contornar uma crise financeira

A crise financeira afetou grandes países, como o Brasil, e os principais setores prejudicados foram o da construção civil e o comércio varejista. Para se ter uma ideia, entre os anos de 2014 e 2015, mais de 435 mil funcionários da área de civil foram demitidos e isso afetou vários setores comerciais.

Em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, umas das empresas afetadas pela crise foi o tradicional grupo Bigolin. Há mais de 30 anos trabalhando com materiais para construção, precisou fazer uma reestruturação administrativa, após entrar em recuperação judicial.

Como estratégia para se reestruturar, a Bigolin colocou para leilão seu antigo centro de distribuição. Avaliado pela Justiça por mais de R$ 15,5 milhões, o imóvel está na BR-262, cuja localização é considerada estratégica em termos logísticos, já que se encontra entre as saídas para Três Lagoas e São Paulo, por onde passa a maior parte do transporte de carga no estado na saída para São Paulo.

O leilão foi a forma escolhida pela Bigolin porseramodalidade que traz mais segurança tanto para o comprador, quanto para a empresa. A Justiça e um leiloeiro público oficial acompanham a venda. Os lances podem ser feitos pela internet, o pagamento é feito à vista e a transferência do imóvel nessa modalidade de venda passa por menores burocracias.

O valor arrecadado com o leilão do imóvel será utilizado para recuperar parcerias comerciais e amortizar as dívidas. A ação possibilita que a empresa continue operando suas vendas normalmente e mantenha a empregabilidade.

Um comentário sobre “Como contornar uma crise financeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *